Cultura
 

ATRATIVOS CULTURAIS

IGREJA ASSEMBLÉIA DE DEUS
Endereço: Alberto Pasqualini, 275 – fone: (55) 3327-1385

IGREJA NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES
Endereço: Av. Pio XII, 1875 – fone: (55) 3327-1320

IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA DO BRASIL
Endereço: Andrade Neves, s/n

BIBLIOTECA MUNICIPAL ÉRICO VERÍSSIMO
Endereço: Av. Maia Filho, 88
Horário: das 8h às 11h30min às 17h:30min e das 13h30min às 17h30min

CTG POTREIRO GRANDE
Endereço: Av. Pio XII, 3250

GRUPO DE INTEGRAÇÃO CULTURAL
Endereço: Av. Pio XII


Relata-se aqui algumas lendas e estórias que são contadas pelo povo de Salto do Jacuí, sendo que a mais popular é a Lenda do Minhocão.

O MINHOCÃO
Não é cobra, é minhoca mesmo. Nunca sai d’água. Tem 12 metros de comprimento e 1,20 centímetros de largura. Sua cor é preto-acinzentado. Sua cabeça é igual a de um cavalo, porém, sem orelhas. Possui até filhotes.
O minhocão aparece aos pescadores, no Rio Jacuí, e às vezes os derruba do barco.
Foi visto por vários homens, durante a construção da barragem do Passo Real, porém, imergiu nas águas.
Ele é violento. Sente-se acuado com a presença de estranhos ao seu redor.
Numa noite clara, foi visto por um pescador que, munido de arma de fogo atirou-lhe, mas ele fugiu. Dois dias após, foram encontrados vestígios do Minhocão numa cachoeira próxima, mas ele não morreu. Quem morreu, foi um de seus filhotes.
Cuidado, com a família do Minhocão.

A NOIVA DE BRANCO
Uma jovem apaixonada com 20 anos de idade estava nas nuvens de tanto amor. Depois de quatro anos de namoro firme e duradouro, ela e seu namorado ficam novos.
Após dois anos compram móveis e utilidades e de pouco em pouco com a ajuda de seus pais compraram a casa e já tinham tudo para uma vida e família feliz.
Como era aquele tempo antigo em que o noivo não podia ver a noiva e vice e versa chegou o dia do casamento.
O casamento foi marcado para às 19 horas na capela onde lá estavam todos os seus parentes para recepcionar os noivos. Já eram 19h:30min quando a noiva chegou. Quando viu que seu noivo ainda não havia chegado ela se desesperou e começou a chorar. Já havia passado três horas do horário marcado e ele não havia chegado.
A noiva então mais do que desesperada começou a correr, correr e correr. Ela entrou no meio da mata e caminhando e chorando avistou a árvore em que um dia havia escrito a primeira letra de seu nome e a dele.
Ela rasgou um enorme pedaço de seu vestido, e com este atou nessa árvore e se enforcou.
Dizem que quem passa por essa árvore à noite, consegue vê-la enforcada nesta árvore.

JANELA DO PADRE
A lenda conta a estória de três garimpeiros que estavam desacorçoados com a vida, pois os três não tinham nem um pouco de dinheiro para levar para casa.
Em uma roda de amigos, papo vai, papo vem, um deles pergunta se eles conheciam a tal Janela do Padre, pois lá no fundo da caverna existia muito ouro, prata e diamante que antigos haviam escondido lá.
Então os três combinaram-se e foram até lá. Chegando perto da caverna o mais medroso disse que não iria e os outros disseram a ele que teria que ficar lá fora sozinho cuidando de toda a bugiganga, então ele desistiu de ficar e foi junto com os outros.
Chegando na caverna avistaram uma mulher linda, maravilhosa, vestida toda de branco igual a uma noiva que os chamava para dentro da caverna. Os três garimpeiros foram logo entrando para dentro. Após alguns minutos os três saíam desesperados, correndo, gritando e chorando. Logo atrás vinha um lobisomem que os pegou novamente e os devorou um por um.
A lenda conta que quem quiser o tesouro tem que ir sozinho a meia noite de uma quinta para sexta-feira. Quem entra lá não sai jamais, mas quem sai não se arrisca a contar a história.

O MENINO DIABO
Há muito tempo atrás um menino aprendeu desde pequeno a viver nas ruas, campos e fazendas sozinho. Ele só sabia fazer malcriagens como: roubar, maltratar e matar pessoas, onde que, ele aprendia isso com os bárbaros.
Passado o tempo o menino que aliás nem tinha nome, participou da guerra dos farrapos.
Como o menino roubava, e matava, tudo o que ele conseguia ele guardava em um baú nas margens do Rio jacuí. Ele guardava em lugar bem seguro pois tinha medo que, os seus parceiros que também roubavam e matavam, pegariam dele.


FEVEREIRO – ROMARIA E FESTA DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES
Nossa Senhora dos Navegantes é a Padroeira do município de Salto do Jacuí. O evento acontece a 50 anos no município, é responsável por um grande número de romeiros e devotos de Nossa Senhora. A procissão fluvial acontece nas águas da Barragem Maia Filho que, segundo algumas pessoas da comunidade, a devoção a Santa remonta a época de construção da Barragem, pois Nossa Senhora dos Navegantes é protetora contra intempéries e águas turbulentas. Logo após a procissão fluvial, acontece a procissão terrestre que acaba com uma grande celebração religiosa e após seguem os festejos.

1º a 12 DE MAIO – SEMANA DO MUNICÍPIO
Salto do Jacuí comemora no dia 12 de maio de 2002, 20 anos de emancipação político-administrativa. A fim de festejar os 20 anos, o município está programando uma série de eventos esportivos, culturais e de recreação com o objetivo de integrar a comunidade. O ponto forte das atividades é o Baile do Município que acontecerá no dia 10/05 com animação da Banda Inovação e escolha das Soberanas do município.

25 DE MAIO DE 2002 – JOGOS REGIONAIS JUVENTUDE RURAL
Os jogos rurais ocorrem em três níveis: municipal, regional e estadual. Dada sua importância econômica, estratégica e potencial turístico, o município de Salto do Jacuí foi escolhido para sediar os Jogos Rurais Regionais de 2002. este evento que congrega 16 municípios da região central.
O objetivo do evento é realizar jogos recreativos e esportivos, atividades culturais e de lazer no meio rural da região, buscando a autonomia e a integração das famílias.

MATEADA – 06, 07 E 08 DE SETEMBRO
Evento tradicional que acontece no município, há 18 anos, responsável por um grande número de visitantes de outros municípios da região. A Mateada foi idealizada pelos então membros da diretoria da SER Nova Jacuí da época, Paulo Azevedo e Manoel G. Lopes (Lagarto). A idéia da Mateada surgiu como um incremente a um baile que seria realizado pela entidade na época, como forma de oferecer outras atrações tradicionalistas como: Shows, Baile, Gincana, Exposições e Futebol dos Bombachudos. A primeira Mateada foi realizada nas dependências do centro social da SER Nova Jacuí, com apenas 06 barracas. Hoje o evento contra com uma área própria, com toda a infraestrutura necessária, com espaço para a colocação de aproximadamente 100 barracas.
O principal objetivo do evento é integrar a comunidade local e regional e oferecer momentos de lazer e descontração, tendo como foco principal cultivar as tradições do nosso Rio Grande.

12 DE OUTUBRO – DIA DA CRIANÇA

14 A 17 DE NOVEMBRO – FENAP E MOTONÁUTICA

14 DE DEZEMBRO A MARÇO DE 2003


É pela cultura que as comunidades expressam suas necessidades, delineiam seus projetos e definem seus padrões comportamentais. A cultura se estrutura, mesmo, como um processo de educação não-formal capaz de interferir na consolidação e na transformação social.
A maior característica do turismo é de promover encontros humanos e através destes, acontecem os intercâmbios culturais que exercem uma influência muito forte. Assim sob o ponto de vista cultural, o turismo promove a valorização dos acervos étnicos culturais que, colocados em forma de produto acabado promovem a efetiva troca de culturas entre as diferentes regiões.
Através desta constatação é que a Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo criou o projeto “Verão com Energia” que procura, com ações concretas, proporcionar a comunidade local diversas formas de lazer, que venham a contemplar as suas necessidades e divulgar, desta forma, as mais diversas manifestações existentes no município de Salto do Jacuí .
Por meio de um cronograma de atividades, que iniciarão em de dezembro e findarão em de março, procuraremos atrair, não só a população, mas também visitantes para o Município, promovendo desta forma o crescimento turístico e econômico de nossa localidade.

OBJETIVOS

* Proporcionar diferentes formas de lazer e cultura a população do município de Salto do Jacuí;
* Motivar o turista a conhecer novas destinações turísticas;
* Possibilitar ao município um fluxo permanente de visitantes;
* Promover o crescimento turístico e econômico desta localidade;
* Promover intercâmbio de diferentes culturas.



Informações Turísticas: Hermogenio dos Santos 342 Cep 99440-000

Fone (55) 327-1400 / Fax 327-1085 Salto do Jacuí RS

e-mail: redecidades@redecidades.net