Dados Gerais
 

Localização
* Salto do Jacuí está localizado no Vale do Jacuí, região fisiográfica do Planalto Médio, no centro do Estado do Rio Grande do Sul.
Ligação Rodoviária: VRS-18 estrada asfaltada que liga Salto do Jacuí/Espumoso; RST-481 estrada asfaltada que liga Santa Cruz do Sul/Cruz Alta, sendo que o asfalto esta concluído até o Município de Arroio do Tigre e em obras até Salto do Jacuí.
Ligação Aérea: o Município possui um aeroporto com 1.400 metros de pista de extensão, para pouso de aviões de médio e pequeno porte.

Economia
* Geração de Energia – o Parque Energético em Salto do Jacuí, com a UHE Passo Real e UHE Jacuí, é responsável por 65% da energia gerada pela Companhia Estadual de Energia Elétrica e 35% da carga consumida pelo Estado.
* Mineração – o Município apresenta uma das maiores jazidas d pedra ágata do mundo de qualidade superior, conhecida como tipo ”Umbu”.
* Agricultura – destaca-se na produção das culturas de milho, feijão, trigo, soja, aveia grão, fumo, cevada e cana de açúcar.
* Agropecuária – criação de suínos, ovinos, gado de corte e gado leiteiro.
* Indústria – beneficiamento de pedras preciosas, industrialização da cana de açúcar e fabricação de móveis.

Turismo
* Os principais atrativos turísticos são: Usinas Hidrelétricas Passo Real e Jacuí, Balneário Maia Filho, Reserva Indígena Guarani Mbyá, Lago do Passo Real e Jazidas de Pedra Ágata.
* Encontra-se integrado no Consórcio de Desenvolvimento Sustentável Rota das Terras, dentro de um processo de integração com 28 Municípios que compõem as Regiões do Alto Jacuí, Central e Planalto.
* Os principais eventos são: Campeonato de Motonáutica, Mateada, Rodeio Crioulo Interestadual, Corrida da Paz, Natal Cristão, Verão com Energia, Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, Semana do Município, Jogos Rurais, Melhor Idade em Forma, Fenap, Dia da Criança.
* Conta com Hotéis, Pousadas, Camping’s, Restaurantes, Churrascarias, Bares e lancherias, para bem receber o turista.

Saúde
* Conta Com Hospital Municipal estruturado com 37 leitos e 06 Médicos Clínicos Gerais, 01 Obstetra e 01 Pediatra . Possui 01 unidade sanitária, 05 postos ambulatoriais e 03 laboratórios.

Educação
* O Município é pólo regional na área de educação, pois recebe alunos de 1º e 2º graus, contando com extensão universitária da Universidade de Cruz Alta – UNICRUZ.

Informações Gerais
População: 11.530 habitantes
Área Geográfica: 570 Km2
Nível do Mar: 310 metros
Temperatura Média Anual: 18ºC
Máxima: 36ºC Mínima: 0ºC

Distâncias
Porto Alegre – 320 Km Sobradinho – 55 Km
Passo Fundo – 140 Km Santa Maria – 150 Km
Espumoso – 70 Km Cruz Alta – 80 Km
Arroio do Tigre – 40 Km
St.ª Cruz do Sul – 150 Km
Júlio de Castilhos – 60 Km

Prefeitura Municipal De Salto Do Jacuí - Sintur
Endereço: Av. Hermogêneo Santos, 342
CEP. 99440-000 Fone/Fax: (55) 3327 1400/1085
email: sjacui@famurs.com.br

Dados Fisiográficos do Município

Localização
O Município de Salto do Jacuí está localizado no Vale do Jacuí, região fisiográfica do Planalto Médio e pertence a 314ª microrregião de Santa Cruz do Sul, segundo divisão feita pelo IBGE. A sede do Município localiza-se à margem esquerda do rio que lhe dá o nome. O acesso a Porto Alegre pode ser feito pela VRS – 18 por Espumoso, distante 320 Km ou pela RST – 481 por Santa Cruz do Sul, em fase final de conclusão.

Limites
Norte: Fortaleza dos Valos e Jacuizinho
Sul: Estrela Velha e Júlio de Castilhos
Leste: Jacuizinho e Tunas
Oeste: Júlio de Castilhos e Fortaleza dos Valos

Extensão
Área total : 570 Km2
Zona Urbana: 6,28 Km2
Zona Rural: 563,20 Km

População
Salto do Jacuí conta atualmente com uma população de 11.530 habitantes, distribuídos regularmente em 05 distritos. A população é bastante heterogênea, composta por descendentes de imigrantes açorianos, alemães e italianos. O município de Jacuizinho, antes 2º distrito, foi o embrião originário da colonização de Salto do Jacuí, pois nos idos de 1877, 08 famílias açorianas vindas de municípios vizinhos fixaram residência e povoaram o local, sendo assim, jacuizinho o berço do povoamento do Município.
Nos anos de 1983/1984 foram desapropriadas pelo governo do Estado, duas áreas, no distrito de Capão Bonito foi desapropriada uma área de 1.124 ha, sendo assentadas 85 famílias e numa área de 1.324 ha, em Rincão do Ivaí, foram assentadas 92 famílias, todas oriundas de Ronda Alta e afogados do Passo Real, que hoje trabalham e produzem a terra.

Número de Habitantes
População Total: 11.530 habitantes
População Urbana: 8.458 habitantes
População Rural: 3.077 habitantes

Clima
O clima predominante é subtropical ameno, com temperatura média anual de 18ºC, sendo a máxima de 36ºC e a mínima de 0ºC.

Coordenadas Geográficas
Latitude Sul: 28º 44’ 02” Barragem Passo Real: 327 m. Alt.
Longitude Oeste: 52º 50’ 55” Barragem Maia Filho: 285 m. Alt.
Altitude: 310 metros do nível do mar

Vegetação
A cobertura vegetal do Município está atualmente muito modificada. Composta por arbóreas em fase de extinção, tais como: cedro, canela, angico e pinheiro, campos limpos e mistos, matas de galerias.
Os campos nativos limpos e mistos estão ocupados, em grande parte, para a criação de bovinos e ovinos, sendo esta atividade importante na economia do Município, bem como neles são cultivados a soja e o trigo.
Paralelamente, nas margens do rio Jacuí e afluentes, aparecem às matas de galerias.
Para evitar o assoreamento da bacia de acumulação do Passo Real, faz-se o reflorestamento nas ilhas e margens com árvores nativas, tais como: pitangueira e cerejeira. Muito usado também o eucalipto e o pinus eliott já com fins econômicos para a empresa do reflorestamento.

Distritos
Em seus 570 Km2 de extensão territorial, fazem parte os distritos:
1º Distrito: SALTO DO JACUÍ (sede)
2º Distrito: Tabajara
3º Distrito: Capão Bonito
4º Distrito: Júlio Borges
5º Distrito: Rincão do Ivaí
6º Distrito: Passo Real

Hidrografia
O Município é banhado no sentido norte/sul pelo rio Jacuí e pelos demais rios:
- Rio Jacuizinho: desemboca no rio Jacuí;
- Rio Ivaí: na divisa com Júlio de Castilhos e deságua no rio Jacuí;
- Arroio Borboleta: faz divisa com Espumoso e Tunas, desembocando no Rio Caixão;
- Lajeado da Cruz: desemboca no Rio Jacuizinho;
- Lajeado Pelado: desemboca no Rio Jacuí;
- Lajedo São Felipe: nasce no Município e deságua no Rio Ivaí;
- Rio Caixão: serve de limite com Tunas e Arroio do Tigre;
- RIO JACUÍ: principal rio do Município. Nasce nos arredores da cidade de Passo Fundo, em altitude de aproximadamente 730 metros. Em seu curso, aproveitando sua declividade, situam-se as Barragens de Ernestina, Passo Real, Itaúba, Maia Filho e Dona Francisca.

ATIVIDADES ECONÔMICAS DO MUNICÍPIO

Aspectos Econômicos
Em razão do Município se caracterizar por apresentar terreno ondulado e condições topográficas favoráveis, a base da economia de Salto do Jacuí é a agricultura e a pecuária.
Predomina a média propriedade, onde se cultiva soja, trigo, milho, feijão, fumo, sorgo, cevada e cana-de-açúcar.
Apresenta também a maior fonte do Estado de pedras preciosas. Na cidade, atualmente, encontram-se diversas microempresas que trabalham na transformação das pedras, que, posteriormente, são comercializadas com outros Municípios e para o Exterior.

Agricultura
A agricultura do Município é responsável pela geração de dezenas de empregos no campo. A partir da década de 70, ocorreu um processo de aceleramento da monocultura na localidade, daí destacamos a cultura da soja e trigo como principais produtos, seguidos do cultivo da cana-de-açúcar, milho, sorgo, feijão e fumo.
A atividade agrícola é muito importante para a economia local, além de gerar diversos empregos, fixa o homem na terra. Além da produção de grãos para a indústria, existe a produção de sementes para comercialização.

Pecuária
A pecuária no Município se destaca na produção de bovinos, seguido da criação de ovinos, suínos e caprinos.
A pecuária bovina é criada extensivamente, com pastagem baseada no campo nativo. Durante o inverno faz-se o aproveitamento de reservas para a implantação de pastagem com aveia e azevém. A bovinocultura de corte é mais expressiva, enquanto a leiteira é relativamente pequena.
As raças encontradas no Município são: Charolês, Nelore, Devon, Santa Gertrudes, Holandês, Jersey e resultantes de cruzamento entre estas raças. O rebanho ovino é criado extensivamente para fins de abate, o de suínos para o consumo nas propriedades, compondo-se das seguintes raças: Duroc, Large White e mistos.
Já a caprinocultura apresenta pouca expressão, sendo criada exclusivamente para consumo nas propriedades.

Indústria e Comércio
O setor comercial apresenta condições satisfatórias para servir a população local. A infra-estrutura básica comercial dispõe de supermercados, casa comercial em geral, comércio de armarinhos, vestuário, material para construção, metalúrgicas, confecções de roupas, indústria moveleira, postos de abastecimentos de combustível, farmácias etc.
Na prestação de serviços dispõe de diversos escritórios despachantes, escritórios de engenharia civil, agências bancárias, agência do correio e telégrafos, empresas de ônibus, polícia civil , brigada militar, CORSAN, EMATER, cartório de registro civil e fórum.

GRANDESPE – Granja e Destilaria São Pedro
No ano de 1977 instalou-se no distrito de Capão Bonito, a empresa GRANDESPE, cultivando soja, trigo e sementes fiscalizadas, pois devido à localização da empresa, as margens do lago artificial da Barragem do Passo Real, durante o período de inverno, forma-se um microclima favorável ao cultivo pois não correm geadas intensas.
A partir desta observação e com incentivo dado ao pró-álcool, no ano de 1981, iniciou-se a introdução da cultura da cana-de-açúcar. inicialmente, pretendia-se produzir álcool combustível, porém surgiram entraves burocráticos e a alternativa foi à produção de aguardente. A empresa possui então uma usina com capacidade instalada para industrializar 600 toneladas de cana-de-açúcar por dia. A aguardente industrializada é fornecida para todo o Estado do Rio Grande do Sul.

Mineração
A exploração da pedra ágata na região de Salto do Jacuí esta relacionada com a vinda de imigrantes alemães nas primeiras décadas do século, que aqui se instalaram e iniciou, de maneira rudimentar, a extração das pedras.
No Município, nas margens direita e esquerda do rio Jacuí, estão localizadas as maiores jazidas do mundo de pedra ágata de qualidade superior, podendo ser elas:
* Geodo – quando a pedra apresenta o seu interior oco;
* Pedra com Água – quando em seu interior apresenta água;
* Calcedão – variedade que apresenta maior valor comercial.
Em Salto do Jacuí ocorre, quase que exclusivamente, a ágata tipo “Umbu”, de cor homogênea cinza e que através de processos físico-químicos, adquire as mais variadas colorações. Toneladas destas pedras são comercializadas, principalmente com Soledade, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Grande parte produção é exportada para o Japão, Alemanha, Estados Unidos, França e Itália. Após o primeiro beneficiamento, estas pedras serão utilizadas na indústria de precisão e na confecção de objetos de adorno.
Em função da garimpagem e mineração dessas pedras se instalou no Município a economia informal, aonde pequenas indústrias apenas serram a pedra para depois vendê-la aos grandes compradores, que realizam o beneficiamento, dando o acabamento final ao objeto. Paralelamente à atuação destas “fabriquetas”, existe uma estrutura de suporte desta atividade de beneficiamento da pedra, que fornece insumos básicos como óleo diesel, feltro, lixa, discos e ácidos.
Grande é o número de pessoas que por meio do garimpo, sustentam economicamente sua família, através da escavação a céu aberto ou túneis de até 100 metros de comprimento, utilizando máquinas ou de maneira rudimentar.

USINAS HIDRELÉTRICAS

Barragem Eng.º José Maia Filho
Foi a primeira obra de grande vulto realizada no esquema de aproveitamento do potencial hidrelétrico do Estado, represa a água para movimentação de suas turbinas, forma um reservatório com 23 milhões de metros cúbicos de água que são transportadas através de um túnel com nove metros de diâmetro e 182 metros de comprimento. O espelho de água tem 5,3 Km2, 500 metros de largura e 10 Km de comprimento, formando um reservatório de 5.300 hectares e possui 17 comportas.

Usina Hidrelétrica Jacuí
Localiza-se na sede do Município de Salto do Jacuí, projetada e construída pela CEEE, esta usina foi o segundo aproveitamento do Rio Jacuí. Possui um potencia instalada de 150 mil KW.
A primeira unidade da UHE Jacuí começou a operar em 1962, possui 06 grupos geradores de 30 MW, com adução realizada por túnel de 1.200 m de comprimento e 09 de diâmetro.

Usina Hidrelétrica/Barragem Passo Real
É o terceiro aproveitamento hidrelétrico do Rio Jacuí, foi inaugurada em 1973. Está situada a 15 Km a montante da Barragem Maia Filho, alimentadora direta da Central Hidrelétrica Jacuí.
A central do Passo Real aproveita um desnível artificialmente criado pela barragem de modo que sua altura é responsável pela geração de energia, primeiro através da acumulação e regularização das descargas que proporciona, depois devido a maior queda a que dá lugar. A barragem que forma o reservatório de regulação para os aproveitamentos a jusante apresenta 06 comportas, é de gravidade de enrocamento com argila, formando um lago de 22.500 hectares.

SISTEMA DE COMUNICAÇÃO

Transportes
O Município é servido pelo transporte rodoviário. O principal elo de ligação com o resto do Estado é feito pela rodovia RST 481 estrada asfaltada que liga Santa Cruz do Sul/Cruz Alta, sendo que o asfalto esta concluído até o Município de Arroio do Tigre e em obras até Salto do Jacuí, pela Estrada da Produção ou pela VRS-18 estrada asfaltada que liga Salto do Jacuí/Espumoso.
No transporte rodoviário existem, prestando serviços, a Empresa Viação União Santa Cruz e a Empresa Ouro e Prata, que ligam o Município com o Estado. Conta também com empresas locais de transporte.
O Município possui um aeroporto com 1.400 metros de pista de extensão, para pouso de aviões de médio e pequeno porte.

Comunicação
Salto do Jacuí conta com um o jornal local O Jacuí, com sucursal do jornal Folha Espumosense e Gazeta da Serra e com os jornais de circulação estadual Zero Hora e Correio do povo. Apresenta retransmissores da Rede Globo de TV, SBT e Canal Bandeirantes e sucursal da Rádio Sociedade Sobradinho.
O sistema de telecomunicações conta com DDD, DDI e Telefonia Móvel Digital. A telefonia rural abrange os distritos de Tabajara, Capão Bonito e Júlio Borges.

SERVIÇOS PÚBLICOS

* Prefeitura Municipal
* Exatoria Estadual
* Tabelionato e Registros Públicos
* Junta do Serviço Militar
* INCRA
* Inspetoria Veterinária
* Delegacia de Polícia
* Postos de Saúde
* Escolas de Educação Infantil
* Hospital Municipal
* EMATER
* Fórum
* Provedor p/ acesso a internet

EDUCAÇÃO

O Município conta com 03 escolas estaduais, que são: Instituto de Educação Miguel Calmon e Escola Estadual de Ensino Fundamental Castelo Branco(sede) e Euclydes Kliemann(Tabajara).
Além das escolas estaduais, possui 07 escolas municipais, que são:
* E.M.E.F Sigfried Heuser;
* E.M.E.F. Darci Teodoro Sampaio;
* E.M.E.F. Afonso Billig;
* E.M.E.F. União e Vitória (Rincão do Ivaí);
* E.M.E.F João Gonçalves Vieira (Capão Bonito);
* E.M.E.F Padre José de Anchieta (Júlio Borges);
* E.M.E.F Santo Antônio (Passo Real).
Para o crescimento do educando conta com laboratórios de informática, laboratório de ciências e quadra coberta em diversas escolas. Destaca-se ainda pela frota de ônibus para o transporte escolar e pelo programa de saúde oral “Um Salto de Sorriso”.
Perante os dados apresentados salienta-se a síntese do resultado final do ano de 2001, sendo ela:
* Alunos evadidos – 2,6%
* Alunos reprovados – 9,5%
* Alunos aprovados – 90,5%
* Matrícula real – 915 alunos
* Matrícula geral – 1.062 alunos



Informações Turísticas: Hermogenio dos Santos 342 Cep 99440-000

Fone (55) 327-1400 / Fax 327-1085 Salto do Jacuí RS

e-mail: redecidades@redecidades.net